quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

Só te digo



É madrugada.

Bebo silenciosamente 
Esta solidão.
No escuro da noite
Deixo que a saudade me abrace.
Nestas horas 
Quero dizer-te com carinho 
Aquilo que nunca te disse,
Nem meus lábios segredaram
A vida que te dedico.
Tu estás aqui comigo
Ou serei eu que vou contigo.
Serás tu a sombra dos meus filhos?
Desejos dispersos em novos trilhos.
Só te digo apenas isto: 
- Os meus dias acabaram 
Nos sonhos que já partiram.
luíscoelho
Dezembro/2014