terça-feira, 31 de março de 2009

poemas

Leio e releio poemas e frases
Soltos em tempo de pensamentos
Que agarro, faço e desfaço por momentos.
Queridos, pesados, gemidos, chorados
No silêncio deste tempo que me foge
E se vai em longos e tristes lamentos.
Que a minha alma em luta se prende
Transformando rosas de finos encantos
Em chuva fria que renova e sacia.
Tantos dias vividos em prantos
Perdidos na solidão que fere como punhais
Onde a dor transforma o amor.
O sofrimento é pesado e lento.
São amarras me prendem ao cais
No vazio das palavras que nunca disse
Nas horas de felicidade que nos abraçava
Procurei entender este modo de viver
Acreditando na felicidade que nos cercava
E que nesta vida nada não nos faria sofrer.

luiscoelho