terça-feira, 20 de outubro de 2015

Caminhos

Resultado de imagem para fotos rochas
(foto google)

Caminho lentamente,
E despreocupado penso
Não sou nada, não sou ninguém.
Olho em frente, mas não vejo nada.
Todo o presente é passado,
Os pensamentos enchem-me
E como marés se repetem.
Tudo vai e tudo vem.
Vazios de desejo crescem
Como rochas que se erguem
Desafiando os tempos
Sonhos que amamos e vivemos.

Ensaio os passos
De sonhos trocados
Onde se ligam tantos laços.
Olho em frente e caminho sempre
Dança inexperiente.
Viver não se faz parado
Nem do passado ausente.
Luiscoelho
Outubro/2015