quarta-feira, 20 de julho de 2011

Acordo as manhãs


(foto google)


Acordo nas manhãs leves de sono
E procuro no Sol a esperanaça.
Embebedam-me os raios de luz
Que me possuem no desejo de viver.
Olhar vivo, ávido e atrevido
Busca a esperança a nascente
E reforça a caminhada no presente.
Em mim se cruzam e prolongam
Os dias feitos de sol e ventos
Aqueles que agarro nos pensamentos
E ácidos ou formosos me assentam 
E no coração de sonhos se levantam. 
Em cada dia e por cada acontecer
Sigo a luz que me faz de vida renascer
Abro os olhos ao amor e benquerer
Prolongando mais a cor de entardecer. 
Luíscoelho


Dedico estes simples versos aos meus amigos e seguidores 
Para todos um abraço dentro do coração.