sábado, 6 de setembro de 2014

Anoitecia

Fotografia










(foto minha)

Anoitecia
O cansaço brilhava no olhar,
E as cores fundiam-se indefinidas
Como sombras por nós esquecidas

Anoitecia
E os olhos se enchiam de luar
Buscando o calor na luz do amor
Imagens que sobraram da dor

 Anoitecia
Mas os passos teimavam em continuar
Caminhos passados ou presentes  
Oceanos de vida que de amor são carentes 

Anoitecia 
Num canto que a noite trazia
E o desejo que em nós renascia
Fez da esperança suave melodia

Luíscoelho
Setembro/2014

PS - Agradeço a todos o carinho da amizade e os comentários
Desejo-vos um bom fim-de-semana

29 comentários:

  1. Mais uma vez nos prova que não é só bom com a prosa mas que também escreve bons poemas.
    Gostei.
    Um abraço e bom fim de semana

    ResponderEliminar
  2. Lindo mais esse poema.Luis!Ótimo fim de semana,abração,chica

    ResponderEliminar
  3. ~
    ~ ~ ~ ~ Mais um poema amoroso e encantador. ~ ~ ~ ~

    ~ Que as esperanças de façam em suaves melodias. ~

    ~ ~ ~ ~ ~ ~ ~ Excelente fim de semana. ~ ~ ~ ~ ~ ~ ~ ~

    ResponderEliminar
  4. Simplesmente amei o seu poema, este seu poema me tocou profundamente. Um abraço, Yayá.

    ResponderEliminar
  5. Amigo, devia editor um Livro de Poesia.

    Tema livre.

    Inscrições até ao dia 6 de Setembro de 2014.

    Envie-nos o seu livro, num só documento em formato Word ou text, contendo entre 30 a 50 poemas + dados pessoais (nome, morada, telefone, idade e profissão), para:

    Escolheremos todos os autores nos quais vejamos qualidade.

    Aos seleccionados faremos chegar, via email, uma proposta de publicação.

    A nossa availação demora o máximo de uma semana.

    Poderá ser um dos escolhidos para editar a sua poesia em papel e em ebook.


    Para mais informações:

    Direitos de autor, PVP e Outros: Clique aqui

    Lançamento do Livro: Clique aqui



    ResponderEliminar
  6. UN POEMA HERMOSO, DEL ALMA...!
    UN ABRAZO

    ResponderEliminar
  7. Nas minhas andanças por essa blogosfera afora, passei por aqui e, sinceramente, aprecei tudo o que vi e li; confesso que fui atraído por suas belas criações, tanto que já estou seguindo. Dê-me a honra e vá me visitar; espero você por lá.
    Abraço e ótimo final de semana.

    ResponderEliminar
  8. Um poema que nos mostra que mesmo anoitecendo
    o amor ilumina tudo.

    Bom fim de semana, meu amigo.

    Abraço

    Olinda

    ResponderEliminar
  9. Era tanto o cansaço,
    quando anoitecia
    do trabalho mal pago
    muita gente sofria...

    Era escassa a bucha!...
    de sol a sol o trabalhador
    lá no campo à chuva,
    ao frio ou ao calor...

    Bom fim de semana, um abraço.
    Eduardo.

    ResponderEliminar
  10. É a prosa, são poemas, há as fotos...
    Não páras de surpreender com a tua sensibilidade e simplicidade.

    ResponderEliminar
  11. Olá amigo!
    Saibas que foi honroso receber tua visita, pela qual agradeço, no entanto, não querendo ser indelicado, causou-me estranheza não seguires o blogue; isso, porventura, significa que não voltaras mais? Tomara que não!... Tomara que foi um mero esquecimento. Tenhas um excelente domingo. Abraço.

    ResponderEliminar
  12. Luis que bem me fez a alma ler tão belos versos, anoitecia é um poema belo, nostálgico, triste, real e ainda nos traz a mensagem que sempre a esperança renascerá através do amor, parabéns abraços Luconi

    ResponderEliminar
  13. Que cada anoitecer esteja sempre acompanhado pela luz do amor e da esperança.
    Que lindo poema!
    Beijinhos
    Maria

    ResponderEliminar
  14. Um poema a apelar à sedução.
    Belo, como sempre.
    Boa semana

    ResponderEliminar
  15. Olá Luís,

    Belo poema, trazendo em seus versos melancolia e esperança.
    Tocou fundo em mim. Grande sensibilidade nessa inspiração.

    Abraço.

    ResponderEliminar
  16. Olá Luís
    O importante é que a esperança, nunca nos abandone.
    Abraço

    ResponderEliminar
  17. A esperança esta internamente como a sinfonia de luz! abração Sr poeta!

    ResponderEliminar
  18. Oi Luís! passando pra agradecer a tua visita e gentil comentário, bem como aprecias este teu belo poema, com ênfase para a estrofe abaixo:

    Anoitecia
    Num canto que a noite trazia
    E o desejo que em nós renascia
    Fez da esperança suave melodia

    Abraços,

    Furtado.

    ResponderEliminar
  19. Antes de mais, Luis, muito obrigada por mais uma vez me recordares os tempos vividos na minha aldeia. Era exactamente assim que eu via fazer nas minhas vizinhas, onde os filhos eram muitos e os recursos muito poucos. Eu fui um bocadinho mais sortuda, apesar de não haver " luxos". Eramos só dois filhos e o meu pai taxista. A minha mãe ajudava muito com a criação de coelhos, galinhas e até ovelhas. O quintal dava o resto e assim lá se foram contornando as coisa. A noite caía e, mesmo não havendo luz eléctrica ( quando tinha mais ou menos 10 anos é que chegou ) a luz de petróleo iluminava a cozinha na hora da ceia. Eramos felizes, apesar das dificuldades e a esperança em dias melhores nunca faltou. Felizmente eles vieram. Demorei a chegar aqui, Luis, mas, como sempre, saio daqui muito reconfortada. As viagens à minha aldeia fazem-me bem. Obrigada!. Um beijinho
    Emília

    ResponderEliminar
  20. Anoiteceres existem que são auroras....

    Tudo de bom, Luís :)

    ResponderEliminar
  21. talvez até cheire a uma lareira acesa, ao anoitecer

    um abraço, Luís

    ResponderEliminar
  22. É dos rituais simples que o pão leveda a vida.
    Muito obrigado pela partilha.

    ResponderEliminar
  23. Oi, Luis!
    O amor é uma dádiva que sempre nos enche de esperanças e no final do dia, coração sempre pede aconchego!
    Beijus,

    ResponderEliminar
  24. Adoro a elegância dos teus poemas. Suaves, sentidos e cheios de sentimentos.
    Bom contador de estórias e magnifico e inspirado poeta.
    Abraço

    ResponderEliminar
  25. Quando se escreve poesia e ademais com a alma, os afectos adquirem outro tom, são de amizade.
    Muito belo, pleno de bons sentimentos.

    ResponderEliminar
  26. É a hora mais difícil do dia: a do anoitecer. Dá uma angústia!!

    ResponderEliminar
  27. *É ... tô aqui pensando ... cada ano que passa ... mais ANOITECE em nossas vidas !!!

    Por isso, sempre me lembro de viver BEM o MOMENTO PRESENTE !!!

    (*Não sabemos se estaremos aqui mesmo no dia seguinte !!! ).

    ResponderEliminar

Cada comentário é uma presença de amizade