sábado, 17 de janeiro de 2015

Semear amor

Fotografia

Semeei-te de esperanças 
Neste amanhecer de palavras.
Recordações de amantes, 
De cores perdidas, errantes,
Que por querer já são escravas
Rejeitando outras alianças.

E até no entardecer dos dias 
Fomos semeando sonhos no olhar:
Searas simples de dor e penas,
Dias felizes de cores amenas.
Caminhadas que fizemos para chegar
Onde germinam tantas alegrias.

Campos semeados de ternura,
Espaços de alegria e de tristeza,
Conquistas que nos encheram de brio
Num tempo de amar ao desafio.
Sementes de amor e de beleza
Fizeram novos dias, nova cultura.
luíscoelho

Janeiro/2015