domingo, 8 de janeiro de 2012

Os meus meninos


David e Lia

Os meus meninos são de oiro
Por eles trabalho e luto
Também neles me revejo
Num sonho com que labuto
Aquilo que foi meu desejo

Quero que saibam trabalhar
E que o façam com amor
Quando se ama o que se faz
Os resultados são um primor
São de alegria e de paz 

Ensinei-lhes boas regras
O respeito por obrigação

Que nunca devem desistir
De uma boa razão
Que nos seus dias surgir.

Quero que acreditem neles 
Sem ter de ferir ninguém
Nem esperar por padrinhos
Melhores serão os caminhos 
Que os levam mais além.
Luíscoelho

(texto revisto em Janeiro/2012)