quarta-feira, 1 de outubro de 2008

Lições de Vida

Um dia apareceste aqui em casa, nas nossas vidas e preocupações e começámos uma amizade que nos parece ter ainda um longo caminho para fazer.
Aos poucos fomos ouvindo pequenas palavras que nos deixavam inquietos e ao mesmo tempo com uma mistura de curiosidade e de preocupações.
- Não me falem das minhas origens.
- Não quero lembrar-me de nenhuma das situações.
- Quero ir para diante, construir uma vida digna, de respeito por mim e por todos os que me deram as mãos.
-Naquele dia estava sozinha e abandonada.
-Não vou morrer. Vou lutar até poder. Hei-de conseguir...!!
-Tinha acabado o ensino secundário e através de outras colegas, consegui pequenos trabalhos nos fins de semana e nas férias para seguir o meu sonho:
= Concluir um Curso Superior =
Fiz a matricula e trabalhei com todas as minhas forças para atingir esse sonho.
Muitos dias, um sofrimento cruel me queria vencer pois precisava de pagar os livros, apontamentos, propinas e tudo o mais e não tinha nada, nem pais a quem recorrer.
Não desanimes e vamos continuar, dizia -me um anjo interior.
Apareceu também aquela tia que me deu a mão e que me ouvia a dor de querer e não poder. É uma amizade que não tendo, nem podendo me foi encorajando. = OBRIGADO =
Será que um dia vou poder compensar-te ?
Não sendo muito dotada, mas sendo muito persistente fui conseguindo subir os diversos patamares e no ano de 2008 conclui o meu curso superior.
Aceitei trabalhar longe de casa para fazer o Estágio Profissional.
Tudo o que consigo juntar já está a ser programado para tirar o Mestrado.
Força minha grande amiga. Que bela lição nos dás!
Quantos andam por aí perdidos sem se preocuparem como tu e tendo tudo aquilo que tu nunca tiveste nada aproveitam. Tantos por aí que não se preocupam em concluir os Cursos que a família lhes oferece de bandeja.
Esse teu gesto me fez acordar e recordar muitos outros que vão lutando também para concluírem as suas licenciaturas.
Sabes...? Há muitos que passam por nós diariamente, carregando esse peso que tu nos falaste de uma maneira tão sábia.
E quantos também se cruzam connosco descontraídos mas que nada querem fazer das suas vidas. Que tendo muitas capacidades e possibilidades se deixam errar numa indiferença mórbida.
Espero que continues a subir e a ser uma pessoa dinâmica e responsável nunca te deixando ir por caminhos fáceis e mostrando-nos que o verdadeiro valor da vida é o nosso trabalho honesto e digno e uma vontade que nos leva onde for preciso.
Para concluir quero ainda dizer-te que existem aqueles pais que sofrem porque os filhos não quiseram estudar.
Muitos homens e mulheres de valor se se vão perdendo....E tantos outros conseguem agarrar as poucas oportunidades que lhes aparecem. FORÇA