domingo, 9 de janeiro de 2011

Amor

A poucos quilómetros daqui, existe uma outra aldeia do concelho de Leiria que se chama Amor.
A origem do nome perde-se nos tempos. 


Conta-se que a origem deste nome remonta ao tempo do Rei D. Dinis de cognome o Lavrador.
Na saída norte da A 17 para a cidade de Leiria, confinam as três freguesias. 
- A norte e a nascente - Ortigosa
-A sul - Regueira de Pontes
-A poente a freguesia de Amor.


Quando El Rei D. Dinis se dedicava à sementeira do pinhal de Leiria e ao cultivo dos campos férteis do rio Lis, campos de Ulmar, estabeleceram residência numa casa no alto de Monte Real (monte do Rei).
As ruínas ainda atestam a presença Real daquelas épocas.


À noite a Rainha Santa Isabel dedicava-se às suas orações enquanto o Rei montado nas suas cavalgaduras procurava os prazeres carnais  de belas e formosas moças a poucos quilómetros de distância no lugar de Amor.


A Rainha, sabedora das suas infidelidades, mandou acender velas pelos caminhos por onde o seu marido haveria de passar de regresso a casa e depois de boas noitadas de amor em Amor.


O Rei, curioso, perguntou-lhe a razão daquelas velas acesas durante a noite ao que a esposa lhe respondeu:
- São para iluminar o caminho "a quem cego vinha" 
Assim nasceu o nome do lugar de Segodim (cego vim) que fica situado em meio do caminho entre Amor e Monte Real.


Hoje são nomes correntes que fazem parte da toponímia local.


Amor local das farras
Segodim passagem de Cegovim
Monte Real residência oficial


Luíscoelho 


PS - Este texto foi feito a pedido do Blogue da Tulipa - Momentos Perfeitos.
Certamente encontrarão histórias mais completas nos livros de boas bibliotecas.
Limitei-me a contar o que me contaram com amor.