sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

Final de 2010

Anoitece lentamente
Na brisa fresca dos dias
Que fecham os meses do ano.
As imagens correm no olhar
Cansado dos dias lentos
Que fazem as dores presentes
Nestas résteas de luar.


As recordações ficam
Presas no cais a balançar
Renascendo no sopro do vento
Que nos fazem acordar
De tantos sonhos perdidos
Presentes só dos sentidos
Que fazem o pensamento.


Anoitece mais lentamente
Nos dias soltos no tempo
Passados tão cegamente
Foram vidas, foram sonhos
Foram lágrimas e sentimentos 
Que nos fazem repensar
Que a vida corre sem parar. 
Luíscoelho


Queria fazer um poema de agradecimento a todos os que acompanham o lidacoelho e me brindaram com palavras de carinho, simpatia e votos de bom ano - 2011.
As palavras e as letras formaram a melodia acima que ofereço a todos num abraço agradecido.
Sinto-vos na proximidade da amizade e respeito que a todos dedico carinhosamente.
Desejo ardentemente um bom ano de 2011 para todos.
Luís Coelho