quarta-feira, 24 de agosto de 2011

Alex & Dina


(foto do google)


A Dina era uma menina simples. Passava despercebida pela sua conduta diária. Nasceu em Portugal mas logo nos primeiros anos viajou com os pais para a Alemanha onde estudou e cresceu. 

Nos últimos meses do secundário o pai da Dina, adoeceu. Apareceram-lhe vários tumores. Foi operado, mas os tumores debilitaram-no.
  
Regressaram todos a Portugal, com a esperança de um milagre. A Dina e os familiares acreditavam que os ares da aldeia, o convívio com os amigos e ainda o silêncio lhe fariam bem.
Resistiu em casa , durante algum tempo, mas teve de ser internado no hospital.

Em Maio de 2004 ao entardecer o seu coração parou. A Dina abraçou a mãe e retirou-a para fora da enfermaria. Juntaram-se-lhe os outros três irmãos e dividiram entre si o peso de todo aquele silêncio. 

A vida não pára mami. Dizia a Dina à mãe tentando fazê-la regressar à realidade.
Quero continuar a estudar até concluir o meu curso.
Foi para Coimbra e trabalhou até conseguir a licenciatura em Biotecnologia. 


Viajou até à Suiça onde encontrou o Alex e um emprego dentro da sua área de estudo.
A vida é uma corrida. Não podemos perder o comboio das oportunidades que vão surgindo. 
O seu relacionamento com o Alex era de uma simbiose quase perfeita.

Marcaram o casamento, para 23/07/2011 e fizeram os convites aos famíliares e amigos.
Fomos testemunhas da sua aliança. Partilhamos a alegria de cada momento.
Cerimónias foram simples mas muito belas. 

Ambos deixaram transparecer a sua alegria. 
A família abriu-lhes as portas de casa e do coração.
Desejamos que sejam felizes e que consigam alcançar todos os objectivos que traçaram para as suas vidas.
*******************************

Convosco vivemos a coragem
Partilhamos a vossa alegria
E saboreamos o pão do amor,
Que vos reuniu neste dia.


Queremos que a vossa viagem
Seja confiante e serena.
Que os dias sejam de paz
E que vivam em comunhão plena


A vida é de trabalho
De confiança e rigor
Que nunca vos falte o pão
Nem o respeito ou o amor


Que todos os dias vos lembrem
As graças do nosso Deus
Que tenham amor entre vós
E nunca se esqueçam dos seus.


Beijinhos da família Aguiar Coelho