quinta-feira, 24 de julho de 2014

Saudade




(foto google)

Tenho Saudade
Saudade de um tempo de Primavera,
Dos dias grandes carregados de Sol
E das manhãs frescas que o orvalho fizera
Saudade dos passarinhos que cantavam ao desafio
E das tardes anoitecendo silenciosamente
Germinando um tempo mais quente e de Estio

Tenho saudade
Saudade do tempo que o tempo desfez
E dos serões e noites ao calor da lareira  
Dos sonhos e agruras que a vida nos fez
Saudade da voz que amor nos trazia
Enchendo-nos as mãos de esperança tardia
No brilho do tempo que no homem ardia

Tenho saudade
Saudade do tempo que o tempo levou
Emoções e gritos já gastos perdidos
Ecos do tempo que o amor alimentou
Saudade de alguma saudade interior esquecida,
Talvez a fome de uma dor não sofrida.
Tenho saudade, saudade.
Luíscoelho

Julho/2014