sábado, 3 de abril de 2010

Segura a minha mão

Segura a minha mão
Mostra-me o caminho
Tenho medo da solidão
Não sei caminhar sozinho
O caminho é pedregoso
Preciso de me amparar
Se me perder na noite
Não saberei encontrar-Te  
Vem acompanhar-me.
Segura as minhas mãos
Mostra-lhes a arte do amor
Que faz milagres do pão
Da partilha e do perdão. 
Faz delas as Tuas mãos 
Que curam os doentes
Confortam os caminhantes
Ensinam com simplicidade
O bem e a paz de verdade
luíscoelho