segunda-feira, 2 de novembro de 2015

Novembro

Resultado de imagem para fotos árvores
(foto google)

Cansado, encostou-se à sombra verde da árvore, inclinada para a estrada pela força do tempo e pela idade.
Na sua cabeça rodavam tantas lembranças que se misturavam naquela paisagem árida do Estio.
Naquele momento deixou de ser ele. Fez-se parte daquela sombra e daquele caminho seco que distava das casas e do tempo.
Por largos momentos esqueceu-se de si.
Depois, lentamente, aquele verde onde se encostou, parecia ter ganho nova vida e apresentava-se com novas cores. 
O movimento da vida não pára.
Tendo acordado não sabe explicar aqueles instantes.
Difícil reconstituir ideias ou redesenhar pensamentos.
Apertou as mãos com mais força e tossiu com alguma intensidade para se certificar da sua própria realidade.
É preciso estar atento.
Não quero deixar-me amordaçar nesta paragem que limita a minha liberdade.
Finalmente levantou-se, abanou a cabeça como quem quer sacudir certas lembranças e retomou a sua caminhada.

Luiscoelho
Novembro/2015