quinta-feira, 27 de novembro de 2008

Final de 2008

Pouco falta para o final do ano e, como todos fazem, também me preocupo ver a analisar as situações que vivi durante todos estes meses.
Pólos negativos e pólos positivos. O que foi erro e que será necessário corrigir e o que foi bom mas será necessário aperfeiçoar.
Passo em revista a minha vida profissional, familiar, social e também a saúde física e espiritual. Sei que os dias vão passando e também sei que um dia tudo acabará. O meu espírito voará para o Infinito. As minhas memórias serão cinzas atiradas ao vento.
Não sei de onde vim nem sei para onde vou. Não acredito que tenha sido uma reincarnação e ainda menos que tudo acabe numa cova de um qualquer cemitério.
Preocupa-me muito deixar este mundo melhor do que o vemos na actualidade e contribuir sempre por uma natureza bem cuidada com muitas árvores e os rios limpos.
Que as aves possam voltar a cantar e que as nossas fontes não estejam poluídas e onde todos possam saciar a sede.
Preocupa-me que a violência esteja a matar tantos inocentes e que a política esteja cada dia mais suja e desavergonhada. Defendem-se uns aos outros impondo regras apenas para eles poderem explorar mais os pobres e indefesos.
Outros inventam religiões para explorar os simples e humildes, deixando-os mais pobres e ainda com uma consciência de pecados que não cometeram.
Poderá haver um Deus que mande matar o meu próximo ?
Poderá haver um Deus que mande tirar o pão aos pobres para o dar aos poderosos que depois o vendem e negoceiam com a miséria humana ?
Nem tudo foi bom em 2008 mas continuo a acreditar que no próximo ano haverá mais justiça , paz e pão para todos. Haverá mais cuidados de saúde e na educação.
Continuarei a acreditar num Mundo Melhor.