domingo, 2 de novembro de 2008

O Bolinho

Não sei como começou esta tradição nem de onde vem a sua origem. O meninos, rapazes e raparigas, juntam-se em grupos de quatro, cinco ou mais e vão de porta em porta pedir o Bolinho «Pão por Deus».
Antigamente dava-se uma merendeira a cada um, nozes, figos secos e até tremoços.
Hoje já não aceitam nada disso. É mais fácil receber dinheiro, chocolates e outros doces. Para quem dá tambem se torna mais higiénico e é vê-los radiantes de alegria.
Alguns trazem mesmo uma sacola onde vão metendo todas essas coisas.
No Outono fazem-se todas as colheitas. As vindimas tambem se fazem nessa altura e pelos Santos já está tudo arrumado nas arcas e nas pipas. Até mesmo a azeitona já foi colhida e transformada em azeite.
Pergunto-me se esta tradição tem a ver com a vida dos Santos. = pobreza e desprendimento das coisas materiais= Viver pedindo esmola de casa em casa......
-Terá este gesto sido considerado como partilha dos bens materiais?
Quem melhor colheitas fez, maior devoção deverá ter para distribuir.
Pão por Deus
Que Deus lhes deu
Dê uma esmolinha
Por alma dos seus
Era costume no tempo dos meus pais cozerem o bolinho e isso era para nós uma festa. Costumavam também repartir desse pão por toda a família, tios e restante família. Em troca recebiam outros pães.
A receita do Bolinho ou do Pão por Deus é simples.
Farinha de milho e farinha de trigo em partes iguais. Abóbora amarela cozida, açucar e muitos frutos secos.
A farinha é amassada com a água da abóbora e quando está bem amassada juntam-lhes os restantes ingredientes. Depois de levedar fazem-se os pãesinhos que se levam ao forno para cozer.
As receitas são diferentes noutras regiões mas o resultado final é sempre muito agradável.