quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

Olhar doce


Naquela curva da estrada
Onde nosso olhar se cruzou
Tudo em mim se transformou
Numa força desprogramada
Numa melodia encantada 
Que o meu coração tocou

Olhar doce e transparente
Que vive no meu pensamento
Hoje e em todo o momento
Transformando suavemente 
Nossa vida milagrosamente
Como a brisa suave do vento 

Este amor tem de vencer
A longa estrada da vida
Numa luta bem renhida
Assim podemos aprender
Novas formas de viver
No olhar em que se acredita
Luíscoelho