sábado, 12 de setembro de 2009

Posted by Picasa
amor sem cura
No mar dos meus sentimentos
Certas tritezas se perdem
Mas outras sempre aparecem
E assim me vão balouçando
Num mundo de pensamentos.
As ondas dos meus lamentos
Me roubam toda a razão
Porque amar sem ser amado
Não tem nenhuma explicação
Nem curam os sofrimentos.
Na espuma branca das ondas
Já me vejo a ser levado
Se amo, não sou amado
Viverei sempre agastado
Sem remédio nem lisura
Neste amar que não tem cura.
luiscoelho