sábado, 26 de setembro de 2009

Ser poeta

Queria ser poeta e cantar
A beleza que encontrar
Tudo quanto me sorrir
E tudo quanto eu vir
Para a perfeição desejar
Queria ser bom cantador
Por gosto, com muito amor
Sem nunca me cansar
Nem a voz se acabar
Por desgosto nem por dor.
Cantarei o teu olhar
O teu porte e o teu falar
Cantarei até poder
Sem disso me valer
Para te poder conquistar.
luiscoelho