domingo, 20 de setembro de 2009

Partidas

As partidas que me fazem
Tantas que também já fiz
Algumas que nunca quis
Mas também acontecem
Aqueles que bem as tecem.
Partidas por brincadeira
De enganos muito ardilosos
Que nunca serão esquecidos
Por serem sempre gostosos
E também muito queridos.
Não são partidas nem chegadas
São contos de animação
E todas sempre se fazem
Por toda e qualquer razão
Procurando parecer por bem.
Partidas que são partidas
São chegadas a bom cais
Serão sempre brincadeiras
Por desporto e nada mais.
luíscoelho