quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010

Sementes

Semeei uma semente
Que cresceu e floriu
Foi gente e produziu
Outras vidas plenamente
Num constante amanhecer
Num querer sempre viver
Na minha vida e na tua
E a vida assim continua.


A semente é um segredo
Que encerra em si uma vida
Quando se solta sem medo
Sem amarras nem degredo
Germinam de  amor guarida
Novos frutos repetidos
Mais ricos e coloridos
Nascidos dentro de nós


Semear é arte do lavrador
Nascer é milagre da vida
Viver é o dom do amor
luiscoelho