sábado, 20 de março de 2010

Incompreensões

Hoje, recebi uma critica, que acho injusta e injustificada. Fiquei triste. Senti necessidade de me rever nos comentários. Ler novamente o que escrevi.
Nada encontro com malícia, desprezo ou que me faça mais do que aquilo que sou. 
Nunca fui arrogante com ninguém. 
Sempre fui acarinhado por todos os meus colegas e superiores nos trabalho.
Aqui na blogosfera , também tenho recebido, carinhos que não esperava, mas que aceito e retribuo. 
Talvez tenha dito algo sem interesse e apenas por brincadeira para tornar mais leves determinados assuntos ?
Fui mal interpretado...?
Estou confuso e sem saber o que pensar.
Deixo o assunto dormir pois ao acordar, muitos dias, temos novos olhares. 
Tanto nos poemas, como nos textos, tenho o cuidado de não ferir ninguém. Deixando de parte a política e religiões
Temas de tricas e intrigas sem fim nem proveito para ninguém.
Aceito, quando erro e me dizem que não gostaram ou que fui incorrecto. Dou a todos o que sou e o que tenho e peço ajuda a todos também sem  ter vergonha por não saber tudo.
Não sei mentir, ou fingir uma coisa diferente, só para ser agradável.
Aqui, talvez, a minha mulher tenha razão, dizendo
- És muito primário. Dizes tudo. É preciso guardar silêncio, mesmo quando ele nos doí......
Agora, penso que se estivéssemos frente a frente, e me conhecesse como sou, nunca me diria palavras tão duras. 
Um erro não se paga com novo erro.
Nestas situações quero aprender mais e fazer melhor em cada dia. 
Se fui incorrecto peço humildemente as mais sinceras desculpas. 
Não quero perder a amizade de ninguém, ninguém, ninguém....... 
luiscoelho