sábado, 18 de abril de 2009

fingir

Este viver a correr e a fingir ser
Sempre o melhor e querer parecer
Ainda mais forte que o seu próprio ser
Será melhor parar e procurar pensar
Se alguma coisa vale este labutar
Onde tudo se quer ter e recolher
No celeiro construído para guardar
Tudo quanto podemos albergar
De conhecimentos e outras a par
E tudo o mais que queremos ter
E só para nós procurar viver
Com um olhar mais profundo
Reparamos que neste mundo
Nunca vivemos nem estamos sós
Todos precisam de todos para vencer
E construir um mundo melhor
Onde os homens sejam irmãos
Se respeitem e se dêem as mãos.

luiscoelho