sexta-feira, 10 de abril de 2009

Noite

A noite vem caindo sobre nós
A escuridão traz interrogações
Que suavemente nos abraçam
Nos apertam e nos sufocam.
Os meus medos crescem,
Transformam-se em monstros
Que abafam a voz e os pensamentos.
Nesta esuridão que me cerca

Que deverei fazer ou procurar
Nunca poderei desanimar

Nem fugir para outro lugar.
É preciso estar atento

E cuidar do pensamento
Nunca perdendo o norte,

Nem o amor a qualquer sorte.
A noite é leve e passageira
Muitas vezes boa conselheira
Não vou perder por asneira
Quanto procurei na vida inteira
A Paz, o Bem e o Amor


luiscoelho