quinta-feira, 23 de abril de 2009

Entardecer

Entardecendo as cores se misturam
O Sol já não brilha e o dia anoitece.
As nuvens errantes se dispersam no tempo
Levadas pelo vento que o tempo arrefece.
Neste entardecer que sempre acontece

Abraço os campos dos vales aos montes
Agarro os momentos de finos encantos
E tudo recordo desses belos horizontes.
O entardecer traz tristes pensamentos
Que quero transformar em alegria e cor
O que recordamos foram só momentos
Dos dias felizes e das horas de amor.
Este entardecer tem dupla magia
Tudo quanto recordamos e nos fez amar
Tudo quanto temos e queremos dar
E que um lindo sorriso nos façam soltar.

luiscoelho