domingo, 19 de abril de 2009

Hoje fomos ao Museu do Pão à cidade de Seia que fica situada na base da encosta Norte da Serra da Estrela.
Saímos de Leiria às 08H00 da manhã pela A1 em direção a Coimbra . Deixámos a A1 em Coimbra Norte e seguimos pela IP3 até Santa Comba Dão onde mudámos para a A 24 até Nelas e depois até Seia.
O Motorista estacionou o Autocarro e logo um outro meio de transporte - Um comboio - nos levou encosta acima até ao Museu do Pão.
Começaram por fotografar todo o grupo e após uma explicação simples mandaram-nos entrar para um salão onde está representada toda a história do trigo desde a sementeira até ao fabrico da farinha.
Está tudo devidamente ilustrado com bonecos gigantes, moinhos movidos pela água e ainda as alfaias utilizadas em épocas passadas, mas ainda recentes.
Numa sala anexa e também recheada de coisas utilizadas no fabrico do pão podiamos ver o Padeiro na luta diaria de amassar o pão até a cosê-lo no forno e a ir de porta em porta vendê-lo.
A visita ao Museu durou cerca de uma hora, sempre acompanhada pela guia que nos foi contando a história do Pão e ainda das raizes que levaram à criação daquele espaço.
Descemos para a zona do restaurante onde nos foi servido um optimo almoço.
Nas entradas cada um serviu-se do que quiz. Havia presunto, broa de milho e bola caseira rodelas de paio e morcela, saladas, queijos, bolos e muitas outras coisas.
À mesa serviram-nos bacalhau no forno com migas e pedaços de Kiwi .Quando todos já tinham comido colocaram um novo prato e serviram cabrito assado acompanhado de arroz frito com castanhas. Os dois pratos servidos estavam deliciosos e todos estavam maravilhados.

O almoço foi um pouco demorado. Eram quase três horas da tarde e queriamos ainda subir até ao ponto mais alto da Serra da Estrela.
Vai estar frio por lá! Diziam. Agasalhem-se como poderem.
Passados 45 minutos de viagem começamos a ver a neve mas o verdadeiro espectáculo foi mesmo lá no cimo junto à Torre.
O tempo era de nevoeiro e viam-se um fiapos de neve a cair.
Todo o monte em quilometros de extenção era de uma brancura maravilhosa.
A espessura da neve estaria perto de um metro de altura. Muitos miúdos brincavam com os trenós e faziam bonecos.
O tempo corria e já estava na hora do regresso.
Descemos a Serra pelo lado da Lousã e viemos entrar na A 23 em direcção a Castelo Branco e Depois a Torres Novas.
Era quase noitinha quando entramos na A1 em direcção a Leiria.
Via-se no rosto de todos a satisfação pelo passeio e por todas as descobertas deste dia. Preço por pessoa 30 euros ao funcionário e 40 euros ao familiar, viagem e almoço.
Há quem pense em voltar talvez em Junho para recordar todos estes recantos de Portugal.