domingo, 23 de agosto de 2009

Posted by Picasafoto de luis coelho


Serão estas as flores do amor ?
Floresce e encanta a vida
Dando-lhe magia, alegria e cor
Transformam-se em cálices de purpura
Que o nosso olhar anima e tortura.
Desaparecem na brisa do vento
Caindo nos chão do caminho
Nunca aturando no tempo
Tudo quanto não seja carinho
Do amor que se quer de mansinho.
As cordas seguras não partem
Deixam rebentar novas flores
Renascendo o amor em saudade
Guardado no tempo em cores
E nunca mais será só vaidade.
luiscoelho