sábado, 1 de agosto de 2009

Sofro muito porque amo e amo sem saber amar
Porque este amor que eu vivo nem sempre se pode dar.
Uns dizem que é racional e outros sentimental
Mas todo o amor que eu vivo é verdadeiro, não tem mal.
Já sofri por amar muito e também por amar pouco
Mas este amor que me mata será mesmo de um louco.
Andei perdido sem ver tanto amor que tu querias
Talvez eu nem saiba amar do modo como tu vias.
Amo aquela que eu quero e também a que não quero
Depois, tudo aquilo dá nisto e já nenhuma tolero.
Se me amas de verdade e com alguma razão
Deixa-me amar-te também com todo o meu coração.
O tempo passa a correr sem disso me aperceber
E o amor que já perdi nunca mais o posso ter.
Se o meu amor tivesse asas e eu pudesse voar
Andaria como um louco neste mundo sem parar.
Estes versos são bem simples, escritos na brincadeira
E esta vida será mais bela se o amor for a bandeira.

luiscoelho