segunda-feira, 3 de agosto de 2009

O amor que nos casou

Quero escrever-te um poema
Muito pequeno em tristeza
Mas muito grande em beleza
Do amor que estou a viver
E que sinto sempre a correr
Para os teus olhos profundos
Que me mostram outros mundos.
Quero cantar-te um poema
Que só o amor tem por lema
Quero que vivas com alegria
E que relembres um dia
Este amor que nos casou
Ele será o prémio que te dou.
Como é bom amar-te assim
Saber-te sempre só para mim
E que este amor não terá fim.
Amar nunca tem tempo
Não tem preço nem lugar
Amar é aprender a melhor arte
De se dar e repartir em parte
Querendo sempre dar mais
E esquecendo os próprios ais.
Vivendo o amor em cada dia
Com o coração cheio de alegria.

luiscoelho