segunda-feira, 9 de novembro de 2009

Olhares perdidos
No tempo passado
Agora vividos
Num corpo magoado.
Trocaste-me por outra
Que eu vi a teu lado
Já nem me sorris-te
Num medo falhado
Do amor que vivêmos
Num caso acabado.
As lágrimas secaram
A dor desapareceu
Tudo o que vivemos
Nunca me esqueceu.
Aquilo que quero
É ver-te no Céu
Muito longe de mim
Para acabar de vez
Esta dor que me mata
Já lhe quero o fim
Pois é insensata.

luiscoelho