terça-feira, 24 de novembro de 2009

Saudade

Não sei se a saudade vem
Com a que me quer bem
Ou se já seguiu viagem
Deixando-me só e sombrio
Que de pensar me arrepio
Pelo medo e pelo frio.
A saudade vem assim
De mansinho até a mim
E deixa uma dor sem fim.
Saudade não vai embora
Pois só chegou nesta hora
E irá cantar agora
Aquela música de saudade
Com um coro de liberdade
Que nos enche de felicidade.
Saudade palavra bela
E todos pensamos nela
luiscoelho