terça-feira, 8 de dezembro de 2009

O teu olhar

O teu olhar me devassou
Como a luz da madrugada
Entrou com a força do tempo
Na minha alma amargurada
Perdida nas curvas do vento
Pela a tristeza apunhalada.
Teu olhar me penetrou
Abrindo todas as portas 
Me possuiu e cativou
Fazendo nova esperança
De um viver mais feliz
Que agora se iniciou.
Esse olhar que era só teu
Mas agora também é meu
Porque veio e cá ficou.
Esse olhar ardeu em mim
Mas nada queimou enfim
E a dor também parou
Só nesse olhar que te dou.
luiscoelho